Anarquia e Igreja

por Furoa

É necessário refletir sobre a liberdade. Estamos cada vez mais presos e nem sequer estamos ligando para isso. O consumo, a política, o capitalismo e até mesmo o Facebook têm diminuído nossa liberdade. E o que nós fazemos quanto a isso?

Quero mostrar a vocês uma alternativa a tudo isso, uma alternativa que nos ajudará a viver a plenitude da humanidade. O nome dessa alternativa é anarquia. Não quero dizer que vamos acabar com todos os governos do mundo, mas que devemos viver de uma forma desinstitucionalizada.

Eu sei que as pessoas dizem horrores sobre a anarquia, mas toda essa história de que anarquia é coisa do capeta, de que na anarquia não há ordem e que nela todo mundo só pensa em si mesmo é mentira. A anarquia é o exato oposto disso. Os anarquistas prezam pelo fim da coerção (algo muito comum na democracia) e pelo auxílio mútuo (algo muito raro na democracia).

Na anarquia o poder está realmente nas mãos do povo, não nas mãos de governantes corruptos nem de empresas capitalistas. Na prática anarquia significa o fim da burocracia e da corrupção, significa uma vida livre, onde os direitos de todos são respeitados.

Isso soa utópico? De certa forma realmente é. É impossível que o nosso mundo se torne anarquista da noite pro dia e tudo funcione bem. Porém, a gente pode começar a viver essa liberdade desde já. Existem algumas pessoas dispostas a viver diferente, pessoas altruístas, que deixaram de lado a vida institucionalizada, que amam seu próximo e que seguem, mesmo que inconscientemente, os ensinamentos de Jesus.

É interessante notar que o modelo da igreja primitiva era anárquico. Ao contrário de hoje, os cristãos do século I não viviam em uma igreja regida por normas. A única regra deles era o amor incondicional. A Igreja era eles próprios, não tinham um local definido, se reuniam onde pudessem. Lá não havia nem negro nem branco, nem homem nem mulher. O amor a Deus e à criação era o que os uniam.

“O maior entre vocês deverá ser como o mais jovem, e aquele que governa como o que serve.” (Lucas 22:26)

Anúncios