Menos templo, mais amor

por Furoa

Atualmente muitos “cristãos” são apegados à Bíblia, mas não de um jeito proveitoso. Estão apegados ao legalismo, à condenação e à exclusão. Transformaram a igreja num clube anticristão que se diz embaixador de Cristo na Terra.

Essa religiosidade de hoje, egocêntrica e templocêntrica, é exatamente a mesma que a condenada por Jesus há 2000 anos.

Jesus, apenas no evangelho segundo Marcos, disse:

 

Não levem nada pelo caminho, a não ser um bordão. Não levem pão, nem saco de viagem, nem dinheiro em seus cintos; calcem sandálias, mas não levem túnica extra (Marcos 6:8-9)

Se alguém quiser ser o primeiro, será o último, e servo de todos (Marcos 9:35)

Pois quem não é contra nós está a nosso favor (Marcos 9:40)

Vá, venda tudo o que você possui e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro no céu. Depois, venha e siga-me” (Marcos 10:21) “Ame o seu próximo como a si mesmo” (Marcos 12:21)

O irmão de Jesus e o profeta Isaías também afirmaram:

A religião que Deus, o nosso Pai, aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo (Tiago 1:27)

O jejum que desejo não é este: soltar as correntes da injustiça, desatar as cordas do jugo, pôr em liberdade os oprimidos e romper todo jugo? (Isaías 58:6)

 

É incrível como muitos cristãos, tanto fundamentalistas quanto pentecostais, interpretam a Bíblia de acordo com sua própria vontade. A maioria das pessoas nem sabe que o objetivo de Jesus era que amássemos ao Pai acima de tudo e ao próximo como a nós mesmos (Mateus 22:37).

Nenhum humano decente, consegue ver tanta gente passando necessidade e ainda assim guardar para si tanto dinheiro. É um absurdo pastores, missionários e igrejas terem um patrimônio gigante, enquanto Jesus mandou os discípulos saírem para pregar sem nada. É um absurdo a igreja achar que seu dever é só cuidar do espírito, enquanto Jesus alimentou os famintos e disse que quem não vestisse os nus seriam condenados ao inferno. É um absurdo a igreja se considerar a verdade absoluta e dizer que todas as pessoas fora de seus templos estão no fogo do inferno.

 

Então ele dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Malditos, apartem-se de mim para o fogo eterno, preparado para o diabo e os seus anjos. Pois eu tive fome, e vocês não me deram de comer; tive sede, e nada me deram para beber; fui estrangeiro, e vocês não me acolheram; necessitei de roupas, e vocês não me vestiram; estive enfermo e preso, e vocês não me visitaram’. “Eles também responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome ou com sede ou estrangeiro ou necessitado de roupas ou enfermo ou preso, e não te ajudamos?’ “Ele responderá: ‘Digo-lhes a verdade: o que vocês deixaram de fazer a alguns destes mais pequeninos, também a mim deixaram de fazê-lo’. “E estes irão para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna.

— Mateus 25:41-46

Anúncios