A vida é um oceano

por Furoa

A aventura de navegar sem ter porto para atracar é fantástica.

— Ricardo Gondim

 

De um tempo pra cá tenho sofrido um pouco de falta de ideias sobre o que postar. Talvez isso esteja acontecendo devido às inúmeras questões em minha cabeça. Minha teologia e minha espiritualidade estão evoluindo e é impossível saber aonde isso vai dar. A vida leva e traz mudanças incessantemente, como um oceano. Isso é algo belíssimo, mas devido ao nosso desejo de sermos deuses, relutamos em aceitar a vida como ela é.

Apesar de passar por um momento de mudanças, e apesar de muitas vezes sentir um profundo vazio, sinto algo que me move e que permite a vida continuar mesmo nos momentos mais difíceis: a fé. Ela me aponta para Jesus, me lembrando continuamente de quem ele é. Embora eu viva sem ter muitas certezas, sua imagem me move a uma vida comprometida com o outro e com a criação.

 ocean-waves

Existem dois textos bíblicos que chamam muito minha atenção. Tratam-se de Gênesis 18 e Êxodo 3¹, que mostram como Deus está presente em tudo, mas muitas vezes nós não percebemos. Esses dois textos podem ser resumidos no Salmo 139: “se eu subir aos céus, lá estás; se eu fizer a minha cama na sepultura, também lá estás”. Deus está presente mesmo no profundo vazio, mas mais do que isso, Deus muitas vezes nos leva até à noite escura da alma² pois é preciso que nos desprendamos de tudo e sintamos na pele que a vida é muito maior do que nossas convicções.

Me faz muito bem viver sem muitas verdades absolutas. Me torna mais tolerante, mais aberto para a graça divina e mais humano. Tudo o que me importa é viver radicalmente a mensagem de Jesus, amando e cuidando de todos e de todas.

 

PS: esse texto é uma vaga tentativa de descrever algo que não se encaixa em palavras. Leve-o a sério o suficiente para não o ler de forma literal.

¹ Falei sobre esses textos anteriormente no post "Com o que Deus se importa?"
² Termo cunhado por São João da Cruz.
Anúncios