Deus é poesia

por Furoa

E se, ao invés de termos uma religião, com toda sua instituição, dogmas estabelecidos e dias reservados, passássemos a dançar e a declamar poesia?

De certo, nossas preocupações de colocar Deus dentro da lógica humana, de racionalizar dogmas irracionais e de trabalhar como se a beleza não existisse estariam extintas.

Iríamos apreciar a vida e o Deus da vida. Contaríamos histórias e nos divertiríamos. Afinal, não é isso que Deus é e, por isso, deseja? Poesia, beleza e diversão?

Deus é aquilo que permite que experimentemos o mundo e tenhamos um encontro com o outro. Deus não é objeto de conhecimento, não cabe em nossa pequena racionalização. Deus é encontro íntimo, caminho a ser trilhado.

Anúncios