Epifanias do dia a dia

por Furoa

Devo manter Deus engaiolado
Disse o Sacerdote, amarrando as correias
de suas premissas…
(Uma criança tentou fechar
o luar em uma caixa, mas
ela logo caiu no sono …)

~Stanley Romaine Hopper

O erro mais brusco que alguém pode cometer quando fala sobre Deus é tentar colocar Deus numa gaiola, ou seja, tentar prender Deus dentro da lógica humana. Muitas pessoas e teologias infelizmente caem nesse erro.

O que é, talvez, irônico é o fato de que as Escrituras Cristãs apresentam Deus de forma completamente diferente. Ela não tenta definir Deus (o que seria idolatria), mas mostra sua presença nas mais variadas formas: nas pessoas (inclusive nos inimigos do povo, como os samaritanos e ninivitas), na natureza e nas histórias.

A Bíblia não prende Deus em conceitos e abstrações, mas nos ensina a ler a vida com os olhos abertos para o Sagrado, encontrando-o naquilo que é banal e corriqueiro. É um convite ao doloroso Estranho e ao Novo, um convite de abraço, resistência e pacífica subversão.

Epiphany

Aprendi com a Bíblia, com vários escritores e com a própria vida, que Deus gosta de beleza. Você provavelmente não encontrará Deus nos campos feios da religião opressora — digo provavelmente porque também aprendi que Deus gosta de nos surpreender — mas naquilo que é belo, justo e pacífico; no que gera vida e liberdade. Por isso, não é raro encontrar Deus em uma sonata, um abraço, uma linha de poesia, uma refeição favorita, ou no meio da natureza.

Não perca seu tempo fazendo buscas insanas pelo sobrenatural. Deus está logo aqui, imerso naquilo que é natural. Deus está tão perto de nós quanto nossa respiração. Milagres são para os fracos.

Anúncios